Torta Oreo

Standard

Esta delícia é para quem ama o biscoito Oreo e quer aproveitar a moda de introduzi-lo às mais variadas receitas de sobremesas com chocolates em barra. Além de ser uma receita super fácil de se fazer, a torta é dessas gostosuras que não conseguimos parar de comer!

Torta de biscoito Oreo com ganaches

Ingredientes (para 4 pessoas): 1 barra de chocolate ao leite com Oreo (180gr), 1 barra de chocolate branco com Oreo (use 135gr), 90 ml de creme de leite, 50 gr. de manteiga derretida e mais 18 biscoitos Oreo + 2 para decoração.

Comece separando os biscoitos de seu recheio com a ajuda de uma faca. Reserve o recheio e coloque os biscoitos no processador de alimentos.

Aqueça o forno a 180 graus.

Adicione a manteiga derretida aos biscoitos e triture-os até formar uma pasta. Coloque essa pasta sobre uma forma (dessas redondas com aro de abrir) já untada e leve ao forno por 15 min. Deixe esfriar.

Enquanto isso, prepare as ganaches. Derreta cada barra de chocolate em vasilhas separadas em banho-maria ou, se não estiver com tempo, ponha-as no micro ondas, separadamente, por 1 minuto a 1 ½ minutos, mas cuidado para não cozinhar – retire antes de fazer bolhas. Misture 45 ml. de creme de leite a cada vasilha de chocolate.

Quando a massa da torta já estiver esfriado um pouco, coloque o recheio dos biscoitos sobre ela e acomode-o com a colher para que forme uma camada uniforme. Adicione a ganache de chocolate branco e faça o mesmo: a camada deve ficar bem plana para receber a próxima. Leve à geladeira por alguns minutos apenas para firmar. Adicione então a ganache de chocolate ao leite: assim elas não irão se misturar. Leve à geladeira novamente para que endureça um pouco: a conta de colocar os biscoitos para decorar sem que escorreguem do lugar.

Volte com a forma para a geladeira por mais 4 horas. Depois é só desenformar e sua sobremesa estará pronta!

 

Torta de mousse de chocolate

Standard

Quer uma torta deliciosa e diferente? Prepare esta sobremesa para o seu próximo almoço de família ou jantar com os amigos. Parece complicada mas é simples e fácil de se fazer. Anime e terá uma recompensa sensacional! Tem mais: pode ser feita para alérgicos e intolerantes a glúten e leite de vaca!

Torta de mousse de chocolate  

Ingredientes para 6 pessoas: 160 gr de chocolate 70% cacau (ou sem leite), 100g de manteiga ou ghee, 4 ovos, 100 gr de açúcar refinado, 4 folhas de gelatina, 1/2 xícara de chá de leite (usamos leite de amêndoas), amêndoa em lascas e cerejas para decorar.

Derreta a manteiga (ou ghee) e o chocolate partido em pedacinhos em banho-maria, mexendo de vez em quando. Desligue o fogo quando estiver derretido e misture para que fique uniforme.

Coloque as folhas de gelatina em água fria durante 3 minutos (não mais, senão derrete!)

Despeje o leite numa panelinha para aquecer. Esprema as folhas de gelatina e junte-as ao leite. Mexa bem para que dissolva e desligue o fogo.

Ponha o açúcar numa tigela grande que possa ser acoplada na batedeira (se sua batedeira for portátil, escolha uma bem funda). Separe outra tigela para colocar as claras.

Quebre os ovos e separe as gemas das claras. As gemas vão ser misturadas ao açúcar e as claras na outra tigela à parte.

Bata as gemas com o açúcar até obter um creme esbranquiçado. Junte o chocolate aos poucos, mexendo bem até verificar que a mistura começou a descolar da tigela. Acrescente o leite (com a gelatina) e bata mais um pouco.

Bata as claras separadamente até o ponto de neve e junte-as ao chocolate aos poucos, mexendo devagar e com cuidado com uma espátula de silicone.

Antes de despejar a massa na forma, molhe seu interior com água fria. Isso vai ajudar a desenformar depois. Leve à geladeira por, no mínimo, 6 horas.

Para desenformar, passe uma faca molhada em volta da parte interna da forma e mergulhe-a em água quente por apenas 1 segundo.

Vire sobre o prato e decore com as lascas de amêndoas e cerejas.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimi-lo.

Mousse de chocolate francesa

Standard

Esta é a antiga e tradicional receita de mousse de chocolate francesa, do tempo em que não existiam leite condensado e creme de leite industrializados para facilitar a nossa vida. Hoje se faz uma “falsa” mousse misturando-se esses ingredientes (ou um deles) ao chocolate (ou a algum suco de frutas), um espessante como a gelatina em pó e as claras de ovos batidas, sem as quais não se obtém a consistência de espuma leve das mousses. Porém não custa aprender e experimentar a receita tradicional, muito simples de se fazer e deliciosa. Esta mousse tem a consistência ideal para rechear bombons e, no caso de hoje, ovos de Páscoa.

Mousse de chocolate francesa tradicional 

Dos chocolates à venda no Brasil, o melhor para o preparo desta mousse pode ser comprado em lojas especializadas: vai precisar de 350 gr. de pó para massa de suflair. Se não consegui-la, derreta a mesma quantidade de chocolate Suflair em barra ou então misture 250 gr. de outro chocolate (ao leite, meio-amargo) e 100 gr. de açúcar refinado. Serão necessários 60 gr. de manteiga ( compre em barra e calcule) e 4 ovos.

A manteiga e os ovos precisam estar em temperatura ambiente, portanto tire-os da geladeira no mínimo uma hora antes do preparo. Prepare o banho-maria: escolha uma panela média e uma travessa de vidro refratária que encaixe dentro na panela de modo a ficar metade para fora. Coloque na travessa o chocolate e a manteiga e leve ao fogo brando para derreter, mexendo sempre com uma colher de pau. Obs.: Se for usar chocolate mais açúcar, coloque-o junto. Quando obtiver uma massa bem lisa e homogênea, desligue, vire em uma travessa funda e deixe esfriar.

Separe as claras das gemas. Misture somente as gemas  ( retire apela antes*) à massa de chocolate e misture bem. Na batedeira, em velocidade alta ( ou à mão com um fuê) bata as claras em neve bem firme. Aos poucos, junte as claras em neve à massa de chocolate, misturando de fora para dentro e de baixo para cima com carinho para as claras não perderem o volume. Deixe na geladeira por, no mínimo, 3 horas antes de servir.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimi-lo.

Recheando os ovos de Páscoa:

Dica de como tirar a pele de gemas:

* se não tirar a pele da gema a sobremesa ficará com gosto e cheiro de ovo. Como fazer? Aprenda: quebre o ovo ao meio na quina da pia, deixando clara e gema na metade da casca que ficar em sua mão direita. Sobre um recipiente para aparar as claras, despeje-as na sua mão esquerda em concha, deixando que a clara escorra entre os seus dedos até ficar só com a gema sobre os dedos. Sobre outro recipiente para aparar as gemas e com os dedos polegar e indicador da mão direita fazendo uma pinça, dê um beliscão na gema e puxe a pele inteira, depositando a gema sem pele no recipiente. Se for canhoto(a) faça tudo ao contrário.

Ovos de Páscoa

Standard

Esta semana publicamos a receita de marshmallow que sugerimos como um recheio de ovos de Páscoa bem original. Agora vamos ensinar como fazer os ovos de chocolate, ou seja, a casca. Amanhã iremos publicar a receita de recheio de mousse de chocolate.

É necessário comprar uma forma em uma loja especializada.  Cada forma (veja foto) dá para 6 ovos abertos, de 150gr cada.  A receita a seguir dá para fazer 12 cascas de ovo – considerando cada casca uma metade de ovo.
– Para as cascas do “ovo”, coloque 400 gr. de chocolate em barra picado em uma travessa refratária e derreta-o em banho-maria.Escolhemos o chocolate tipo “blend”, que já se vende pronto e é uma mistura de chocolate ao leite e meio-amargo.

1a. dica- Para derreter chocolate em banho-maria nunca deixe o chocolate em contato com a água quente. Chocolate odeia água e odeia ser queimado também! Coloque a água para ferver numa panela grande e por cima da água coloque um daqueles silicones com furinhos de cozinhar legumes. Por cima deste, ponha a travessa de vidro refratária com o chocolate dentro. Assim também estará segura e não se queimará. (se não tiver paciência ponha a travessa com o chocolate picado no micro-ondas, por cerca de 1 minuto – cuidado para não deixar queimar).

2a. dica- Misture o chocolate enquanto derrete, para dar brilho

3a. dica – Quando o chocolate estiver derretido, coloque a travessa de vidro quente em cima de uma superfície fria (sua bancada de pia, por exemplo). Este choque térmico impedirá que o “ovo” derreta com facilidade depois de pronto.


– Agora é só seguir as instruções da forminha: ela é composta de duas partes sobrepostas, uma mais rígida e outra mais mole. Coloque o chocolate derretido ainda quente até pouco mais da metade da marquinha indicada (na forma mais rígida) e sobreponha com a outra, apertando o centro da cavidade levemente com um dos dedos, o suficiente para o chocolate subir pelas laterais. Vire o conjunto de forminhas de cabeça pra baixo e gentilmente passe os dedos pelas laterais para que o chocolate preencha o restante da cavidade. Coloque na geladeira nesta posição até ficar completamente endurecido (melhor se for de um dia para o outro).

No dia seguinte, com muito cuidado, retire a forma superior. Suas metades de ovos estão prontas. Agora é só rechear!

Você já aprendeu a fazer o recheio com marshmallow. Amanhã daremos a receita da mousse de chocolate para outra opção de recheio.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimi-lo.

 

Torta de Chocolate com brigadeiro de pistache – sem glúten e sem lactose

Standard

Nós, as três blogueiras – mãe e filhas – morando em casas distintas no Brasil e na Europa, trocamos mensagens todos os dias do ano, sendo boa parte sobre as receitas que fazemos para publicar aqui no blog. Porém não há nada igual ao contato pessoal. É bom demais quando chegam as férias e podemos finalmente nos encontrar e aproveitar para cozinhar juntas! Nessas ocasiões aproveitamos para trocar ideias e inventar novas receitas. Vamos as três juntas para a cozinha, pois tudo o que servimos e comemos é feito em casa: das entradas, acompanhadas de pão quentinho saído do forno, até a sobremesa!

Esta sobremesa foi a que preparamos para a última Ceia de Natal. Para que pudéssemos comer à vontade esta receita foi feita com produtos sem glúten e sem lactose! O bolo ficou tão fofinho e delicioso que nem é preciso dizer que não sobrou nem farelo!

A receita é feita em três partes: o bolo de chocolate, o recheio e a cobertura.

Dica: você pode fazer sempre o bolo de chocolate simples e ainda inventar outros recheios e coberturas.

Bolo de Chocolate: 

Ingredientes:  3 ovos, 1 ½ xícara de açúcar refinado** (ou 300gr). 2 ½ xícaras ( ou 260 gr.) de farinha sem gluten*, 3/4 xícara de cacau em pó (ou 50gr). 2 colheres de sopa de creme de arroz ( ou creme de leite vegetal ou sem lactose), 1/2 xícara de leite de côco, 1 colher de sopa de fermento químico.

Escolha uma forma de bolo redonda de aro desmontável, com cerca de 24 cm de diâmetro. Tire o fundo, coloque-o sobre um pedaço de papel manteiga, risque em volta com uma caneta e corte na marca. Coloque o papel cortado dentro da forma. Não é preciso untar a forma na lateral. Ligue o forno a 200 graus.

Comece batendo os ovos inteiros na batedeira até obter o dobro do volume inicial. Peneire o açúcar. Acrescente-o aos ovos batidos e deixe bater até ficar esbranquiçado e com bastante volume (a técnica se chama “blanchir” que significa “branquear” os ovos”, ficando de uma cor amarelo claro, quando se usa açúcar branco). Cuidado para não bater muito, senão murcha.

Enquanto bate, misture os pós – a farinha e o cacau – em outra vasilha. Reserve.

Acrescente aos ovos o creme de arroz e o leite de côco já misturados. Desligue a batedeira, peneire os pós por cima da mistura líquida, aos poucos. Com uma espátula faça movimentos de cima para baixo e de fora para dentro, misturando com cuidado para não diminuir o volume. Por último, acrescente o fermento e misture com cuidado.

Sem perder tempo, despeje a massa sobre a forma, nivele e coloque para assar de 20 a 40 minutos, a depender da potência do forno e da altura da forma (quanto mais alto o bolo, mais demora).

Enquanto o bolo assa, prepare o recheio e a cobertura:

Creme de chocolate para a cobertura

Ingredientes: 300 ml de leite de amêndoas ou de castanhas, 3 gemas,  40gr de açúcar refinado, 1 colher de sopa de amido de milho,  1 colher de sopa de mel,  200 gr de chocolate amargo (sem leite)

Coloque o leite de amêndoas para aquecer, sem deixar ferver. Enquanto isso, bata bem as gemas e o açúcar, até formar uma gemada. Coloque uma concha do leite aquecido e misture rapidamente (o choque térmico evita que os ovos cozinhem e deixem a impressão de ter ‘talhado’). Coloque essa mistura na panela com o restante do leite, em fogo baixo. Acrescente o amido de milho, misturando bem para não empelotar. Acrescente o mel e mexa até engrossar. Desligue. Coloque o chocolate cortado em cubos ou raspado e mexa até derreter. Leve à geladeira para espessar.

Recheio de brigadeiro de pistache: 

Ingredientes: 1 lata ou caixa de leite condensado sem lactose. 1 xícara de chá de pistache bem picado. Leve o leite condensado ao fogo e mexa até engrossar. Acrescente o pistache. Mexa e desligue. Deixe esfriar.

Calda para o recheio:

Essa calda é importante para o bolo ficar molhadinho, já que a tendência do mix de farinha sem glúten é deixar o bolo seco.

Faça uma calda rala com 100ml de água, 100gr de açúcar e 25gr de chocolate amargo (sem leite). Mexa até ferver e desligue.

Montagem: 

Quando o bolo já tiver esfriado, corte-o em duas ou três camadas, a depender da altura do bolo. A cada camada colocada no prato que irá servir o bolo, fure-o com um garfo, molhe com a calda e recheie com o brigadeiro de pistache. Reserve um pouco do brigadeiro para a cobertura.

Ao final, cubra o bolo com o creme de chocolate e decore com pistache.

bolo por dentro

bolo por dentro

* Preferimos a FSG da Amina

**Se quiser uma opção mais saudável, pode usar açúcar demerara, batendo no liquidificador até ficar bem fininho.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimi-lo.

Fondues em Monte Verde

Standard

Monte Verde é um encantador vilarejo encravado nos altos da Serra da Mantiqueira ao Sul de Minas Gerais. Fica a seis horas de viagem de carro pela Rodovia Fernão Dias, partindo de Belo Horizonte e apenas a hora e meia de São Paulo. Sua rede hoteleira é excelente e conta com muitos restaurantes e lojas com maravilhosos produtos artesanais mineiros: doces, queijos, chocolates, biscoitos, embutidos e bebidas. Tudo delicioso!!! Também tem lojinhas com um lindo artesanato como bordados e cerâmica. Boa oportunidade para se comprar roupas de confecção mineira e ainda do Sul do Brasil , principalmente malharia e artigos de inverno. Importante: preços ótimos! Veja aqui o site da cidade de anime-se a passar um final de semana ou feriado por lá! Ficamos hospedadas no Hotel Saint Michel, onde servem um excelente fondue.

Fondue de queijo 

Os fondues de Monte Verde são famosos e deliciosos por uma simples razão: são feitos com os queijos do Sul de Minas, sabidamente de excelente qualidade. As fotos de fondue que ilustram este artigo são do folder do Hotel Saint Michel / Saint Fondue. Porém, é claro que não nos forneceram a receita. Porém, eu tenho uma receita excelente que faço em casa, a cada inverno, há mais de vinte anos. É a receita mais tradicional de fondue de queijo – não tem erro – quem faz fondue bem feito segue sempre esta receita.

Vamos começar pelo trio precioso de queijos: Gouda, Estepe e Gruyère. Porque vem escrito “tipo”? Porque o nome original só pode ser usado na França!

Receita do fondue

Ingredientes: 1 dente de alho, 950 gr. de queijo, sendo 400 gr. de estepe, 300 gr. de gruyère e 250 de gouda. Mais: 180 ml de vinho branco seco e 60 ml. de Kirsh ( aguardente de cereja) obs: se não achar para comprar deste aguardente, pode usar só vinho. Ainda: 1 colher de sobremesa de fécula de batata, 1/2 colher de chá de noz moscada e uma pitada de pimenta do reino branca.

Rale no ralo grosso os três queijos e misture-os. Reserve. Tome uma frigideira e passe o alho em seu interior. No fogo baixo, derreta os queijos misturados com o vinho e o aguardente. Tempere. Passe imediatamente os queijos fundidos para a panelinha especial para fondue onde for servi-lo e acenda o fogo do aparelho de fondue. Atenção: é fundamental saber regular a chama, pois o fondue deve permanecer quente mas, em hipótese nenhuma, pode começar a ferver estourando bolhas na superfície. Se começar a fazer isto, abaixe o fogo.

Tradicionalmente, o fondue da receita acima é servido com pedaços de pão francês tipo baguete, comprados na véspera e deixados dentro do saco de um dia para o outro.

No Saint Fondue serviram os fondues de queijo com sabores diferentes. Eu prefiro o tradicional mas você pode variar misturando, separadamente: ervas trituradas ( verde), molho de tomate bem concentrado (rosado) mais pedacinhos de tomate ou acrescentando na receita outros tipos de queijo, como provolone ou parmesão (não se esqueça de manter sempre a quantidade total de queijo em 950 gr). Também pode servir o fondue acompanhado de bolinhos, linguiça e outros tipos de pães. Se quiser sofisticar, sirva também chutneys ( veja aqui nossas receitas do de manga e o de beterraba), geleias de ameixa ou de jaboticaba, geleia de pimenta, molho agridoce, mel, etc.

Fondue de carne (o nome fondue é bastante inapropriado,mas é usual)

Para este fondue eu prefiro usar pedaços de filé mignon. Veja aqui a dica de como cortar o filé. No caso, você irá corta-lo em cubos de aproximadamente 3×3 cm – lembre-se que o filé reduz de tamanho ao ser frito e que o pedaço deve caber na boca sem precisar de ser partido. Também, se cortar muito pequeno ele vai cair do trinchante (garfinho de cabo longo) e perder-se na panela!

IMG_0486Como molhos, pode servir patês de ervas, de tomate seco, homus ( pasta de grão-de-bico), babaganush( pasta de beringela), geleias, vinagrete ( mistura de cebola, tomate, salsinha e cebolinha picadinhos bem miúdo mais azeite e vinagre), molho tártaro ( mistura de maionese com picles) e outros.

O filé é frito dentro de uma panelinha de fondue cheia pela metade com óleo de primeira qualidade ou azeite. Muito cuidado com a chama: se o fogo ficar alto e o óleo muito quente, na hora de colocar o filé dentro da panelinha pode espirrar óleo quente pra todo lado! Ao contrário, se o óleo ficar morno, o filé não frita, começa a dar água e o fondue vai por água abaixo. Se acontecer isto, não desanime: troque o óleo!

Fondue de chocolate

Ai, este é o coroamento da seção de fondue, então não abuse dos anteriores! Mas nunca deixe de degusta-lo. Se vai engordar? Sem problema, caminhe muito no dia seguinte – em Monte Verde já passeios maravilhosos subindo a serra no meio da mata!

IMG_0488Este fondue é muito simples: é só misturar 1 barra de chocolate de boa qualidade ( o que mais tem em Monte Verde) com 1 potinho de creme chantilly. Rale o chocolate, coloque-o na panelinha que for servir. Misture 2 a 3 colheres de chantilly – precisa estar bem cremoso, se não estiver, bate-o na batedeira até dar consistência. Leve ao fogo baixo para derreter e, se precisar, vá adicionando chantilly até o ponto de calda. Quando colocado sobre a chama há de se ter cuidado com o calor: a calda não pode ferver, pois fica muito grossa e vira um grude, também não pode esfriar.

Para passar na calda de chocolate: morangos, uvas, pedaços de maçã, de pera, de kiwi, de banana e de abacaxi. Biscoitos tipo waffle. Damascos e figos secos!

Indispensável servir-se os fondues acompanhados de um bom vinho- prefiro os Malbec, Pinot noir ou Bordeaux – que vão combinar com os três tipos de fondue.

Obs: O preparo dos fondues de queijo e de chocolate parecem fáceis – mas não são.  Se não animar de testar e se errar, tentar de novo até aprender, compre as misturas prontas nos melhores supermercados. Dica: saber regular o fogo é o grande segredo!

Quer as receitas dos três tipos de fondue impressas? Clique aqui para baixar o PDF e imprimi-lo.

Mousse cookies ‘n cream

Standard

Mousse – palavra francesa que significa espuma – é uma das sobremesas mais fáceis de se fazer, pois é só misturar os ingredientes e por para gelar. Esta receita de hoje surgiu do improviso e fez tanto sucesso que se incorporou à nossa lista de sobremesas prediletas. Um dia resolvi fazer uma mousse de chocolate quando vi que faltava justamente a barra de chocolate. Como não tinha tempo de sair para comprar uma, fui procurar na gaveta da mesa do meu filho, onde sempre tinha algum chocolate.  Achei só uma barra de chocolate branco com cookies. Resolvi adaptar a receita e deu certo. Na verdade, as mousses mais simples que faço têm sempre uma base de leite condensado, creme de leite, claras e gelatina. Fora isto, você pode misturar outros ingredientes, como chocolates, nutela, pastas ou sucos de frutas. Experimente inventar uma!

Mousse cookies n’ cream

Este nome é o do chocolate branco com pedaço de cookies fabricado pela Hershey’s – veja a foto. Esta barra tem 130 gr. Você pode também usar outros tipos de chocolate, por exemplo, o chocolate branco e misturar pedacinhos de cookies ou de biscoito de chocolate. O chocolate ou a mistura deste com biscoitos não deve ultrapassar 150 gr. Anote os outros ingredientes: 1 caixa de leite condensado, 1 caixa de creme de leite, 3 claras de ovos, 12 gr. ou 1/2 pacotinho de gelatina em pó.

Parta a barra de chocolate em pedacinhos. Misture o leite condensado com o creme de leite. Junte tudo. Bata as 3 claras de ovos na batedeira ( na Planetária pode ser na velocidade 4.5). Enquanto isto, coloque o pó da gelatina em uma xícara e acrescente 2 colheres de sopa de água. Leve ao micro-ondas por 15 segundos para derreter. Junte este líquido às claras de ovos em neve, ainda na batedeira. Agora, retire da batedeira e misture os cremes, com a ajuda de uma espátula, fazendo leves movimentos de fora para dentro e de baixo para cima até que a espuma das claras fique homogênea. Leve para gelar por 4 horas, no mínimo.

Fica bonito e delicioso se você servir a mousse acompanhada de um coulis de frutas vermelhas.

Aprenda a enfeitar suas sobremesas com um fio de chocolate. Faça uma calda rala misturando 1 colher de sopa de achocolatado com 1 colher de sobremesa de açúcar refinado, 1 colher de chá de manteiga e 1/2 xícara de café de leite. Misture e leve ao fogo baixo para derreter e dar ponto de calda rala. Compre um destes tubos com bico (do tipo que coloca mostarda em carrinho de cachorro-quente). Despeje a calda dentro e use-a na quantidade que desejar. Faça um belo desenho! Veja a foto no topo da página.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimi-lo.