Alimentação saudável para saúde perfeita

Standard

Primeiro dia do ano! Completamos vinte e cinco meses de blog com mais de 450 artigos postados. Em 2015 tivemos 160 mil acessos! Em 2016 continuaremos juntos, com novas e deliciosas receitas, sempre saudáveis e fáceis de preparar.

Vocês, nossos seguidores, devem pensar que nesta família de cozinheiras que amam preparar e comer coisas gostosas e que todas as semanas apresentam aqui no blog pelo menos duas novas receitas, certamente passamos do peso corporal recomendável. Pois erraram! Tanto nós três ( mãe e filhas blogueiras) como os homens da família e ainda as crianças mantemos o peso ideal e esbanjamos saúde! Sabem porque? Seguimos algumas regrinhas simples! Veja como é fácil:

-Regra 1: comer sempre pouco, a conta de matar a fome e comer devagar, mastigando bem;

-Regra 2: comer alimentos saudáveis, frescos e naturais; evitar gorduras, frituras, açúcares e glúten; fugir dos enlatados e embutidos e ainda dos alimentos e temperos artificiais; evitar guloseimas;

-Regra 3: tentar comer em intervalos regulares, de preferência a cada três horas;

-Regra 4: beber muita água;

-Regra 5: manter o hábito de praticar exercícios físicos diariamente e dormir bem, em horário regular.

Quem nos segue regularmente já sabe que nunca usamos nas nossas receitas caldos em tabletes e temperos artificiais (têm muito sódio). Fazemos caldos e molhos caseiros, à base de carnes e legumes frescos. Também preferimos sempre os alimentos frescos aos enlatados.

Nota: apesar de muitas de nossas receitas terem farinha de trigo e leite de vaca como ingredientes, como sou alérgica a glúten e a lactose quase sempre usamos produtos alternativos. No lugar da farinha de trigo usamos farinha de arroz, de milho e/ou de mandioca. Substituímos o leite de vaca por outros produtos como leite de côco, de arroz, de amêndoa ou suco de maçã ou de laranja. Quando possível, usamos os produtos sem lactose existentes no mercado. Veja receitas na seção Sem glúten e sem lactose.

 

Copa de lombo com abacaxi festivo

Standard

Esta receita foi preparada para a Ceia de Natal mas pode muito bem ser feita em qualquer ocasião. Além disso, é perfeita para ser servida tanto quente quanto fria. O copa lombo é um corte do porco muito saboroso pois a carne é marmorizada e a gordura entremeada, quando assada, deixa a carne molhada e suculenta.

Ingredientes para o preparo da carne:  1,5 kg de copa lombo, 1 cebola roxa e 1 cenoura. Mais 1/3 talo de alho poró e 3 ramos de alecrim. Para temperar a carne: 1 colher de sopa de sal com alho, 1 colher de sobremesa de molho inglês, 1 colher de sopa de molho de soja, 2 colheres de sopa de vinho branco. 1 colher de sopa de salsinha picada, 1 colher de sopa de cebolinha picada e pimenta-do-reino moída na hora.

Ingredientes para o molho de abacaxi: 1 colher de sopa de manteiga (pode ser azeite), 1/2 cebola roxa e 1 dente de alho picadinhos. 1/3 de pimentão vermelho e 1/3 de pimentão amarelo (retire as sementes e as partes brancas) cortados bem miudinhos, 1 abacaxi descascado e cortado em cubinhos (retire o centro), 2 maçãs fuji sem casca e cortadas em cubinhos. 1/2 copo de vinho branco, 1/2 xícara  de açúcar mascavo, 1 limão siciliano, 1 colher de chá de gengibre, 1/2 colher de chá de curry. 3/4 de xícara de uva passa preta, 5 fatias de presunto parma.  Pimenta do reino branca a gosto.

Tempero da carne: na véspera, tempere a carne (de 12 a 24 hs antes do cozimento). Com um garfo espete a superfície da carne para que o tempero penetre e depois passe o sal com alho. Coloque a peça inteira dentro de um saco plástico e despeje estes temperos já misturados: molho inglês, molho de soja e vinho branco. Agora acrescente as ervas, espalhando-as. Triture sobre a carne um pouco de pimenta-do-reino. Feche o saco e verifique se o caldo está molhando toda a carne. Coloque o saco dentro de uma assadeira na geladeira. Vire-o de tempos em tempos para que a carne tempere por igual.

Preparo da carne: Passado o tempo suficiente para a carne pegar tempero, inicie o seu preparo, uma vez que leva cerca de 3 horas para assar. Preferencialmente, retire a carne da geladeira 2 horas antes para que não leve um choque térmico ao ir para o forno (isso endurece a carne!). Aqueça o forno a 180 graus. Retire o excesso de temperos e sele* a carne numa frigideira já quente com um fio de azeite. (* selar: dourar a carne no óleo bem quente). Assim que a carne estiver corada de todos os lados, coloque-a sobre uma assadeira com um pingo de azeite. Leve-a ao forno coberta com papel alumínio por 1 h30′.

Dica 1: depois que retirar a carne da frigideira onde a selou, aproveite a borra para fazer o caldo. No fogo baixo, despeje água quente e raspe o fundo com uma colher de pau para incorporar o caldo. Desligue e reserve, pois irá usá-lo para molhar a carne.

Dica 2: Enquanto a carne assa, faça o ‘mis en place’ para o molho de abacaxi: separe os ingredientes e pique-os, deixe-os prontos para o preparo.

Continuação após 1h 30’de forno: retire a assadeira do forno e coloque os cubos de cenoura e de cebola roxa nas laterais da carne. Despeje a metade do caldo que ficou na frigideira sobre ela e conte mais 1 hora de forno até o próximo passo (confira de vez em quando: se o caldo secar, acrescente água quente pelas beiradas).

Continuação após mais 1h de forno: lembra do alho poró? Está na hora de prepará-lo. Se fosse levado ao forno antes  já estaria torrado, então usamos um truque. Abra o forno, retire o papel alumínio e despeje o restante do caldo sobre a carne. Aproveite a panela suja para refogar o alho poró (fica com o gostinho do caldo). Esquente um fio de azeite e refogue o alho poró, já picado em rodelas finas, até dourar. Tire então a assadeira do forno e distribua o alho poró pelas laterais da carne (sobre a cebola e a cenoura que já estarão macias). Espalhe os ramos de alecrim. Volte com a carne para o forno e aumente a temperatura para 200 graus. Conte mais 1/2 hora e então desligue o forno. Volte a envolver a carne com o papel alumínio para que não resseque. 

Enquanto a carne está quase no final do cozimento…

Preparo de molho de abacaxi: fase 1- numa panela funda derreta a manteiga e doure a cebola e o alho. Acrescente o pimentão vermelho, o pimentão amarelo, o abacaxi e por último, as maçãs. Verta 1/2 copo de vinho branco, espere evaporar o álcool e acrescente o açúcar mascavo. Mexa bem e então misture o suco do limão siciliano já coado. Misture novamente, acrescente o gengibre e o curry e deixe que o molho cozinhe em fogo baixo, mexendo às vezes para não grudar no fundo da panela.

Fase 2: estando a maçã e o abacaxi cozidos, acrescente a uva passa; prove e acerte o tempero com sal e pimenta branca a gosto. Deixe apurando em fogo baixo até o caldo secar. Fase 3: pique o presunto parma e misture ao molho. Desligue imediatamente.

Um pouco antes de servir, retire a carne do forno para que resfrie, concentrando o caldo dentro dela.

Pronto! Agora é só fatiar a carne e montar o prato!

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimi-lo.

9

 

Bacalhau a Vera Cruz

Standard

Quem é de Belo Horizonte e frequentava restaurantes na década de 1980/90 deve se lembrar do Portugália, um pequeno restaurante com jeito de bistrô que funcionava em uma casa na Rua Donato da Fonseca, no Luxemburgo. Servia os mais fantásticos pratos da culinária portuguesa cuja proprietária os preparava pessoalmente para uma clientela seleta, sob reserva antecipada.  A especialidade da casa era o bacalhau, sem esquecer das deliciosas sobremesas. A casa abria para atender grupos de altos executivos no meio da semana e aos domingos, para as famílias. Fomos frequentadores assíduos e nos tornamos amigos da Lúcia, mineira casada com português.  Como a maioria dos chefs, ela nunca passava a receita (claro!) mas eu, sempre curiosa, observava bem o que comia e depois repetia em casa. Foi lá que “aprendi” algumas das excelentes receitas que já postei neste blog, como o Bacalhau a Lagareiro, que era a estrela da casa. Hoje lembrei-me desta receita de bacalhau que lhes passo em seguida, à qual dou o nome que constava do cardápio do Portugália. É muito fácil de fazer e deliciosa.

Bacalhau a Vera Cruz

Esta receita necessita ser feita com o lombo do bacalhau. Eu nunca compro bacalhau já dessalgado (daquele que vem na caixa) pois não tem sabor e quando você faz a receita sente o gosto só dos outros ingredientes – o do bacalhau some. Compre 1/2 banda de bacalhau ou o lombo salgado já semipronto para o preparo e veja em na Dica- Bacalhau como dessalgá-lo. Para 6 pessoas calcule de 900 a 1200 gr. de lombo de bacalhau. Separe os outros ingredientes: batatas, cebolas, tomates, alho e azeite.

Dessalgue o bacalhau e reserve. Cozinhe batatas grandes, ao dente, calculando que uma batata ao lado da outra (eliminando as pontas) dêem o mesmo comprimento do lombo. Calcule a mesma quantidade de tomate e de cebola, ou seja, tudo entra em partes iguais. Corte as batatas em fatias de 1 centímetro. Corte os tomates e as cebolas cruas também em fatias de 1 cm. Pré aqueça o forno na temperatura de 250 graus.

Tome uma travessa refratária – a mesma que irá servir à mesa – e deite azeite no fundo. Monte os ingredientes entremeados, como na foto. Pique o alho miudinho e salpique por cima. Salpique também pimenta-do-reino a gosto. Se o bacalhau não estiver muito salgado, espalhe – aqui e ali – umas pedrinhas de sal grosso. Obs: não ponha espeto de churrasco nem palito, apenas comprima as fatias de modo a se sustentarem. Cubra fartamente com azeite e leve ao forno coberto com papel alumínio por 20 minutos. Retire o alumínio e deixe corar.

Sirva acompanhado de arroz branco e de vinho verde português ou um branco seco.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimi-lo.

5 Cardápios com receitas para Natal e Reveillon

Standard

Você sabia que este blog já tem mais de 450 receitas? Escolhemos algumas de nossas prediletas e montamos um cardápio para você não ter de ficar quebrando a cabeça a pensar as combinações de pratos para fazer na sua ceia de Natal ou Reveillon ( ou um jantar em outra data). São todas receitas fáceis de fazer, explicadas passo-a- passo e a maior parte delas pode ser feita com antecedência. Você pode substituir um ou outro prato por outras receitas que lhe agradem mais – é só procurar na “busca” (veja aí na coluna da esquerda) pelo nome do ingrediente principal. Por exemplo, se quiser trocar a receita de Bacalhau com natas por outra é só digitar no espaço de busca o nome bacalhau e terá mais 12 receitas à sua escolha!

Veja abaixo os cardápios que escolhemos. É só você clicar na linha verde e encontrará as receitas, uma a uma, explicadinhas! Na sequencia estão: entrada, primeiro prato com pasta, segundo prato com peixe, ave ou carne, acompanhamentos e a sobremesa.

Cardápio 1

Salada Caesar, Penne ao bechamel, alcachofras e presunto parma, Bacalhau com natas, arroz com brócolis. Cheesecake.

Sal com Alho

Sal com Alho

Cardápio 2

Caldinho de moranga com camarão, Conchiglione gratinado recheado com queijos e ervas, Pato a Marraquesh com maçãs e cuscuz de damasco. Torta de chocolate mesclado.

pato marraquesh

Cardápio 3

Salada de bacalhau, Tagliatelli ao pomodoro com camarões, Lombo recheado com queijo, presunto e abacaxi ao molho bechamel, batata palhaMousse cookies n’cream.

mousse-cookies-n-cream

Cardápio 4

Salada Waldorf, Ravioli de muçarela com creme de aspargos e camarões, Filé Wellington ( encapado com cogumelos, presunto de parma e massa crocante). Peras à Belle Hélène.

Sal com Alho

Sal com Alho

Cardápio 5

Salada de endívias, romãs e gorgonzola, Tagliatelli ao molho de limão siciliano, Pernil de cordeiro, Cuscuz marroquino (faça o cuscuz sem o frango e acrescente castanhas).Crème Brûlée com morangos e Amarula.

Sal com Alho

Sal com Alho

 

 

 

Caldinho de moranga com camarão

Standard

Nos fins de tarde quentes do verão e ainda mais se for na temporada de comemorações de fim de ano, nada melhor do que chamar os amigos para bebericar um espumante refrescante em casa. E para acompanhar, ofereça tira-gostos feitos por você! Veja algumas das receitinhas deliciosas que já publicamos no blog que combinam divinamente: damasco com gorgonzola, canapé de alho poró com queijo brie, cevicheisca de frango com gergelim, e outras. Hoje vamos acrescentar mais uma receita a esta lista que foi o maior sucesso na reunião com amigos que fizemos esta semana.

Caldinho de moranga com camarão

Para 15 pessoas vai precisar de meia abóbora moranga média, uma cebola, uma colher de café de sal com alho, 1 colher de sopa de óleo, 1/2 limão, 1 colher de café de sal, 200 gr. de camarão, 1 colher de sopa de azeite, 1 colher de sopa de whisky ou conhaque.

Limpe os camarões e tempere-os com 1/2 limão e uma colher de café cheia de sal.

Coloque água para ferver em um caneco de 1 litro. Descasque, tire as sementes e corte a moranga em cubos. Pique a cebola. Em uma frigideira, esquente o óleo, coloque a cebola picada, o sal com alho e a moranga. Misture bem e deixe corar. Acrescente água até cobrir completamente. Deixe que a moranga cozinhe até ficar bem macia. Espere esfriar um pouco e bata no liquidificador até obter um caldo na consistência de um suco grosso. Ponha o caldo para esfriar na geladeira.

Enquanto a moranga cozinha, esquente azeite em uma panela e doure os camarões até ficarem vermelhos. Agora proceda à flambagem: coloque a bebida dentro de uma concha e leve para esquentar diretamente sobre a chama do fogão. Assim que começar a evaporar, deite-a ligeiramente para que a bebida pegue fogo e verta imediatamente sobre os camarões. Muito cuidado para não deixar nada perto do fogo- muito menos você! Espere o fogo apagar sozinho e desligue. Reserve os camarões.

Escolha aqueles copinho de servir cachaça ou conhaque e coloque o caldinho dentro deles faltando um centímetro para chegar na borda. coloque um camarão na borda de cada copinho. Sirva frio.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimi-lo.

Sopa de beterraba deliciosa

Standard

Aqui na Europa* a beterraba é uma alimento muito usado e apreciado. No século XIX foi muito valorizada pois era dela que se extraia ( e ainda hoje se extrai) o açúcar. Na Roma antiga era tida como fruto afrodisíaco. Verdade! Hoje se sabe que contém alta concentração de boro, um mineral importante para a produção de hormônios. A cor roxa se deve à betacianina, um poderoso antioxidante essencial na defesa de nosso sistema imunológico e na prevenção e cura do câncer. Muitos atletas fazem largo uso de suco de beterraba porque melhora a oxigenação muscular e consequentemente o desempenho, regula a pressão arterial, previne a osteoporose e melhora as funções cerebrais. Impressionante, não é? Anote na sua lista de compras e passe a comprar beterraba toda semana.

Assim, na maior das boas intenções, comprei uma beterraba a fim de ter uma dieta mais saudável e colorida. Porém não sabia o que preparar pois não gosto dela crua e as outras receitas mais gostosas que pensei eram gnocchi e risotto – incompatíveis com a dieta em dia útil. Vasculhei a geladeira para ver o que mais tinha por lá e trocando ideias com a irmã resolvi incluir batata doce para ficar ainda mais fitness! O resultado foi uma sopa cremosa linda e deliciosa!  Vai a receita:

Sopa de beterraba com batata doce

Ingredientes: 1/2 beterraba grande, 1 batata doce (a daqui é cor de salmão), 3 dentes de alho, 4 cebolinhas baby ou uma cebola pequena cortada em 4. Temperos: pimenta branca, sal, noz moscada e um pouquinho de páprica doce.

Coloque tudo, exceto os temperos, na panela de pressão com água até cobrir e cozinhe por 20 minutos na pressão (depois que a panela começar a apitar). 

Bata com um mixer na própria panela ou no liquidificador. Tempere a gosto e está pronta!

Obs.: pode precisar colocar mais sal do que o normal, pois os ingredientes são naturalmente doces. Para balancear o doce, por último, esprema o suco de um limão tahiti pequeno e misture. 

Para contrastar com o vermelho, faça um spaghetti de abobrinha crua ( usei um instrumento próprio). 

Sirva fria, é bastante refrescante para o verão. 

  • Hoje quem escreve é a filha solteira que estuda e mora em Bruxelas, na Bélgica.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimi-lo.

Bolo de limão siciliano e côco

Standard

Inspirada em uma foto de bolo de limão resolvi tentar fazê-lo pela primeira vez*. Eu já tinha feito mousses e tortas, mas bolo de limão, nunca. Como adoro limão siciliano achei que este bolo poderia ficar bom. Farinha de trigo e ovo já faz tempo que substituí-los por farinha de arroz e por linhaça, por intolerância a esses alimentos e pela busca de uma vida mais saudável. Mas será que poderia substituir o leite de vaca pelo leite de coco?

Na cozinha, ao elaborarmos uma nova receita, às vezes temos que buscar na memória o paladar de cada um dos ingredientes e quase que senti-los juntos para depois nos arriscarmos à novas alquimias. Pois nesta receita tudo deu certo e o bolo ficou perfeito!

Vou passar a receita como a fiz, mas se quiser substitua a farinha, o açúcar, o leite e a linhaça pelos ingredientes tradicionais.

Pré-aqueça o forno a 200 graus. Misture os ingredientes: primeiro os secos – 2 xícaras de chá de farinha de arroz (ou de trigo), meia xícara de chá de açúcar demerara (ou comum). Depois misture o resto: 1 xícara de chá de leite de côco (ou de vaca), 3 colheres de sopa de linhaça hidratada com 6 colheres de sopa de água (ou 3 ovos), meia xícara de óleo de côco (ou outro óleo qualquer).

Raspe por cima somente a casca de 2 limões sicilianos (pequenos), com cuidado para não atingir a parte branca (senão amarga). Corte o menor deles e despeje seu suco junto ao restante dos ingredientes. Misture tudo, acrescente 1 colher de sopa de fermento químico e pronto!

Unte a forma antes de colocar a massa e leve ao forno por 30 minutos ou até que, ao espetar um palito este saia limpo. Espere esfriar para poder servi-lo. Prometo que é de comer de joelhos!

* Esta é uma receita da blogueira filha casada que ama comidas fit

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimi-lo.