Spaguetti a bolognesa

Standard

Sal com Alho

Se tem uma pasta que todo mundo adora e que te salva a vida quando você está faminto em uma terra de comidas estranhas, como Istambul, Nova Delhi ou Shanghai e oba! acha uma cantina italiana!!! e que, por aqui, é o macarrão que salva a família da fome de domingo à noite, é o..

Spaghetti a bolognesa!

O preparo da pasta é muito  fácil e rápido – veja Dicas – Cozimento de pastas.

Para o molho, basta misturar, numa  frigideira larga, um suculento molho de tomates caseiro ou comprado pronto tipo pomarola com uma carne moída muito bem feita. A carne para o molho bolognesa sempre leva na receita uma quantidade de tomate e de cebola em partes iguais que, juntas,  equivalem à metade da quantidade de carne. Depois de pronta você ainda vai juntar um pouco de água e o molho de tomates e deixar cozinhar uns cinco minutos. Prove o sal e, pelo amor de deus, não ponha extrato de tomates, ketchup nem mostarda! Isto é um pecado mortal para qualquer comida italiana.

Assim que escorrer bem a pasta cozida – ao dente – vá tirando punhados com os dedos, desfazendo os novelos e misturando ao molho com um garfão. Se achar que ficou seca, acrescente um pouco de azeite e torne a mexer. Sirva numa travessa funda com queijo parmesão ralado à parte. Agora coloque um avental bacana e um chapéu daqueles de chef, um CD de tarantela ou do Poderoso Chefão e surpreenda!

Quer esta receita impressa?  Clique aqui.

Dica – Cozimento de pastas

Standard

Sal com Alho

Se tiver em casa a panela especial para o cozimento de pastas, aquela de aço inox, tipo um caldeirão alto, que já vem com um recipiente furadinho dentro, ótimo. Se não tiver, separe a panela mais alta que tiver no armário e um escorredor.

Encha ¾ da panela com água e leve ao fogo forte. Assim que a água começar a ferver, despeje sal – para 500 gr. de pasta pode ser uma mão cheia. Misture. Quando a água voltar a borbulhar, coloque na panela a pasta, do tipo spaguetti, de modo a formar um leque em torno  das bordas. Se for pasta em ninhos, ou novelos, ou outros formatos, coloque aos poucos dentro d’água. Nunca coloque óleo ou similar na água do cozimento; água e óleo não se misturam e o óleo não tem função alguma. De tanto em tanto, mexa levemente a pasta com um garfão para que não grude. Veja na embalagem da pasta o tempo recomendado para o cozimento e fique de olho no relógio. Pasta cozinhando é igual criança pequena, não pode sair de perto.

Observe o ponto da pasta: deve estar cortando com um garfo ou, à boca, ao dente ( dá para comer mas ainda está um pouquinho dura). Agora tire a panela do fogão e escorra bem a pasta. Está pronta pra sua receita!

Observação: se a pasta está pronta e o molho atrasado, ou então, você  preferiu cozinhar a pasta antecipadamente, assim que  a pasta estiver escorrida, dê um banho rápido de água fria, no próprio escorredor, para interromper o cozimento. Assim poderá esperar o momento de terminar sua receita, juntando a pasta ao molho. Atenção: a pasta será esquentada junto com o molho, jamais volte com ela para a água quente.

Quer esta dica impressa? Clique aqui pra baixar o PDF e imprimí-lo.