Molhos para saladas I

Standard

Nossas 20 saladinhas lights e as demais saladas são acessadas diariamente, desde quando publicadas, por muitos de nossos seguidores – hoje mais de 70 mil pessoas em 68 diferentes países! As saladas são o nosso maior sucesso em termos de visualizações, sinal de total identificação de vocês com este blog, que tem como proposta apresentar e ensinar receitas simples de fazer para quem deseja se manter bastante saudável.

Para acompanhar saladas, hoje passamos para vocês seis dos molhos de nossa criação. São receitas pescadas na culinária internacional, adaptadas ao nosso paladar e reinventadas. Escolhemos molhos simples, com ingredientes que não podem faltar em sua casa.

Um boa opção é ter uma hortinha particular para seu uso diário – ervinhas plantadas no quintal de casa ou em vasinhos colocados na varanda ou até mesmo na janela da cozinha ou da área de serviço de seu apartamento. Assim terá temperinhos disponíveis a toda hora – o aroma e o sabor de uma erva fresca não se compara aos comprados no supermercado. São elas que dão graça e frescor às nossas saladas.

Todos os molhos a seguir apresentados são excelentes para temperar saladas de folhas. Experimente-os com os legumes e outros ingredientes indicados.

Molho Mostarda

Cozinhe um ovo por 15 minutos para obter uma gema dura. Amasse-a com um garfinho. Misture: 1 colher de sobremesa de mostarda, a mesma medida de azeite, a mesma medida de água. Tempere com 1 colher de café de molho inglês e uma pitada de pimenta do reino. Para acompanhar saladas com: batata, vagem, brócolis, couve-flor, ervilha de folha, ovos, kani, atum, queijos amarelos.

Molho Árabe

Pique miudinho: de 5 a 7 folhas de hortelã, metade de um dente de alho pequeno, o equivalente a 1 colher de chá de cebola baby roxa. Junte: 1 colher de sopa de coalhada, 1 colher de sobremesa de azeite de oliva e 10 gotas de limão. Misture tudo. Para acompanhar saladas com: tomate, pepino, cenoura, pimentões, abobrinha grelhada, rabanete, milho, alho-poró, grão-de-bico, kani, camarão, lula, queijo de cabra.

Molho de Alcaparras

Pique miudinho: 8 alcaparras, 2 pimentas biquinho e o equivalente a 1 colher de café rasa de cebola branca. Junte 1 colher de café de cenoura ralada e picadinha, 1 colher de chá de azeite e outra de vinagre de vinho branco. Para acompanhar saladas com: tomate, batata, cenoura, palmito, couve-flor, peixes brancos.

Molho Oriental

Doure em uma frigideira ½ colher de café de gergelim branco e a mesma quantidade de gergelim preto. Junte 1 colher de sobremesa de azeite de oliva, e 1 colher de café de cada um destes ingredientes: molho shoyo, mel e vinagre de vinho tinto. Misture tudo. Para acompanhar saladas com: tomate cereja, cogumelos, abobrinha grelhada, ervilha de folha, broto de feijão, alho-poró, baroa, chuchu, frango, kani, camarão, lula, atum.

Molho Tabasco

Misture: 1 colher de sopa de suco de laranja, 1 colher de chá de azeite de oliva, 1 colher de café de aceto balsamico. Tempere com uma pontinha de colher de café de pimenta tabasco. Para acompanhar saladas com: tomate, batata, cenoura, pimentões, vagem, brócolis, couve-flor, abobrinha grelhada, ervilha de folha, rabanete, milho, baroa, chuchu, frango, queijos.

Molho de Maracujá

Pique miudinho: o equivalente a 1 colher de café rasa de coentro ( pode ser salsinha e cebolinha verde). Acrescente: 1 colher de sopa de iogurte sem sabor, 1 colher de sobremesa de suco de maracujá doce, 1 colher de café de azeite de oliva e a mesma quantidade de vinagre de vinho branco. Para acompanhar saladas com: frutas cítricas, abacate, cenoura, palmito, aipo, couve-flor, milho, alho-poró, frango, camarão, lula.

Quer estas receitas impressas? Clique aqui para baixar o PDF e imprimí-las.

Pimentões coloridos

Standard

Já publicamos no blog Sal & Alho 20 saladas clássicas e 20 saladas light. Todas frias. Que tal variar e servir no inverno legumes quentes?

Para quem gosta de legumes para servir frios como entrada e quentes como acompanhamento de carnes, selecionamos algumas receitas diferentes criadas por nós, simples de fazer e deliciosas. Pimentões ficam muito mais gostosos e fáceis de digerir se forem levados ao forno, sempre com um pouco de azeite. Experimente recheá-los e colha elogios.

Pimentões recheados com berinjela

Escolha 1 pimentão amarelo e outro vermelho mais 1 berinjela pequena e ½ cebola, de preferência da roxa. Separe 1 colher de passas, ½ xícara de café de vinho ou suco de uva, azeite, sal com alho e cheiro verde. Se tiver pimentão verde em casa, pode incluir também.

Corte os pimentões ao meio e tire as sementes. Reserve a metade de cada um para rechear. A outra metade será picada.

Pique a berinjela como na foto. Coloque imediatamente na água para não escurecer. Pique os pimentões e a cebola também, em quadrinhos bem pequenos. Reserve. Coloque as passas de molho no suco (ou vinho). Pique salsinha, cebolinha e hortelã em partes iguais.

Numa frigideira, coloque 1 colher de sopa de azeite e uma pontinha de colher de café de sal com alho. Se gostar de alho, prefira o alho picadinho, no caso, 1 dente. Escorra bem a berinjela e frite ligeiramente junto com a cebola. Desligue, acrescente os cubinhos de pimentões e as passas escorridas. Salpique o cheiro verde. Corte a base dos pimentões sem fazer buraco, apenas para que fiquem de pé. Recheie-os. Leve ao forno a 180 graus por 10 minutos.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimí-lo.

Dica – cortes de legumes para saladas

Standard

Se você, como muita gente, escolhe sempre os mesmos legumes para a sua salada e não aguenta mais ver a mesma coisa na frente todos os dias, varie o corte dos legumes. É surpreendente como o nosso cérebro fica entusiasmado com a simples mudança de forma e nos responde com uma vontade inovada de provar o que pensa que mudou. Acompanhe as saladas light que estamos publicando todas as semanas e veja também como poderá dispor os legumes e verduras no prato de forma diferente, dando uma renovada geral nas suas saladas de todo dia. Veja nas fotos cortes de alguns legumes mais comuns e use sua imaginação para experimentar estes cortes sugeridos com outros legumes e também novos cortes.

Se hoje não vai dar para mudar o corte ou a cor do cabelo, estrear uma roupa ou um sapato novo, fazer uma maquiagem exótica, invente! Renove na salada!

Quer esta dica impressa? Clique aqui para salvar o PDF e imprimí-lo.

Tagliatelle com brócolis

Standard

Aqui quem vos escreve é a bloqueira-filha, pois a blogueira-mãe cansou da nossa cozinha e saiu viajando por aí.  Logo logo ela deve dar notícias por aqui. Sabe aquela história de que quando os gatos saem os ratos fazem a festa. Pois é isto que faremos por aqui, sem a nossa supervisora.

Então vamos lá:

Tem dias que dá vontade de cuidar da gente e isto para nós significa, dentre outros, fazer a própria comida. Ter um jantarzinho pronto nos esperando na cozinha é um conforto indiscutível, mas preparar o próprio alimento também tem seu gostinho especial, como de quem toma as rédeas do próprio destino. Mas como esta vontade vem quase sempre sem nenhum planejamento e às vezes também com uma pontinha de preguiça, vamos à um prato bem simples, daqueles feitos com o que achamos na geladeira. Foi o que me ocorreu neste dia:

Tagliatelle ao brócolis e funghi

Você vai precisar de uma panela grande (ou aquela de pastas, com furinhos) um escorredor, uma frigideira grande, uma colher grande, uma faca pequena.

 

Separe os ingredientes: tagliatelle para um (dois a três rolos), brócolis, cogumelos frescos, azeite de oliva.

Coloque a água para ferver e, cozinhe o tagliatelle como de costume. Se o brócolis já estiver cozido, beleza. Se não, coloque em uma panela com um pouco de sal e água até cobrí-los e espere que fiquem macios.

Lave bem os cogumelos e corte-os em fatias finas ou como preferir. Jogue um fio de azeite na frigideira e despeje o cogumelo. Mexa-os com cuidado até que fiquem macios e escuros, soltando um pouco de água. Quando a água dos cogumelos começar a secar, acrescente os brócolis já cozidos e macios e mexa mais um pouco, de maneira que todos os sabores se misturem. Tempere com um pouco de sal e pimenta do reino a gosto. Se a pasta ainda não estiver pronta, desligue. Se você acertou no tempo, escorra a pasta e despeje-a sobre a frigideira, misturando tudo com muito cuidado para que os fios da pasta não se quebrem. Está pronto!

Aproveite e celebre com uma taça de vinho branco.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimí-lo.