Isca de frango com gergelim ao molho agridoce

Standard

Se quer impressionar seus convidados com algo sofisticado, sirva este aperitivo para acompanhar um espumante ou vinho rosé no fim de tarde ou antes do jantar. Rápido de fazer e custa pouco. É perfeito!

Para 4 pessoas: 2 filés de peito de frango, 1 colher rasa de sobremesa de sal com alho, 2 colheres de sopa de gergelim branco, a metade desta quantidade de gergelim preto (pode usar só do branco também), 2 colheres de sopa cheias de farinha de trigo.

Para o molho agridoce de nossa recente criação: 1 colher de chá de cada um destes ingredientes: geleia de fruta vermelha (framboesa, morango, cereja, amora – uma ou mais destas frutinhas), aceto balsâmico, vinagre de vinho tinto, mel; 1 colher de sobremesa de polpa amassada de tomate italiano pelati (de lata); 1 colher de café de gengibre fresco ralado; 1 colher de chá de maizena e ½ xícara de café de água fria.

 

Primeiro, limpe os peitos de frango e passe-os na água fervente. Corte cada um ao meio, do mesmo jeito que você corta um pão francês para sanduiche, abrindo-o ao meio no sentido do comprimento. Deite-os sobre uma tábua e corte as iscas com 1 cm de largura e de 4 a 6 cm. de comprimento, como você vê na foto. Tempere as iscas com o sal com alho e deixe descansar por 15 a 30 minutos.

 

Enquanto pega tempero, faça o molho. Junte a geleia, o aceto balsâmico, o vinagre de vinho tinto, o mel, o caldo de tomate e o gengibre. Misture tudo. Leve ao fogo brando em uma frigideira até desmanchar a geleia. Misture à parte a maizena com a água. Acrescente ao molho e misture sem parar com uma colher de pau até que o molho fique espelhado e no ponto de calda rala. Desligue e reserve.

 

Para o preparo das iscas: pegue um prato raso e espalhe a farinha de trigo; em outro prato, espalhe o gergelim. Passe as iscas de frango, uma a uma, primeiro na farinha de trigo e, em seguida, no gergelim. Veja nas fotos. Para facilitar, espirre com a ponta dos dedos um tico de água sobre o gergelim e misture: vai grudar na isca empanada com mais facilidade.

Ponha uma frigideira funda de tamanho médio no fogo alto e derrame óleo de milho ou girassol até completar 1 cm. de altura. Deixe esquentar. Coloque as iscas para fritar. Para saber se o óleo está na temperatura certa, quando colocar a isca na panela deve espumar. Coloque-as de modo a não encostarem umas nas outras. Enquanto fritam, mexa com uma escumadeira para não grudarem umas nas outras e corarem por igual. Para esta quantidade de iscas, deve fritar de 3 vezes. Entre uma fritura e outra, retire as casquinhas, limpando o óleo. Tire-as com a ajuda da escumadeira e coloque-as em uma peneira para escorrer o óleo. Agora coloque-as sobre um papel absorvente e deixe secarem bem.

 

Sirva as iscas quentes acompanhadas do molho também aquecido. Cada pessoa toma sua isca e molha no molho, à vontade.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimí-lo.

Capetown 1 – Table Thirteen

Standard

Novamente no continente africano para mais um passeio gastronômico do Sal & Alho! Há pouco tempo, a blogueira filha provou e amou a original culinária de Gana, semelhante à nossa baiana. Agora viemos, blogueiras mãe e filha, à África do Sul – desta feita com sérias intenções de comer bem. De outra vez que cá estivemos, há dez anos, lembro-me de ter provado carne de animais tipo avestruz, cobra, crocodilo, tartaruga, búfalo, impala, rã e outras mais estranhas. Desta vez, já que certas experiências só se precisa fazer uma vez na vida, escolheremos pratos que possamos interpretar e adaptar as receitas para vocês.

Pela sua localização geográfica, entre os Oceanos Atlântico e Índico, este país, colonizado por holandeses e ingleses, sofre também a influência da culinária árabe, indiana e paquistanesa, além da cozinha original das tribos locais e a de outros povos imigrantes africanos, tais como os vizinhos moçambicanos de colonização portuguesa. Comida chinesa, japonesa, italiana e francesa se vê por toda parte neste mundo, então você pode imaginar a miscelânea da culinária deste país! Bem, comemos um pouco de tudo, sem desagravo aos nossos sensíveis e exigentes paladares e estômagos.

À parte da aventura de circularmos por toda parte guiando na mão inglesa, enfrentamos não só o trânsito do rush de fim de tarde nas grandes cidades e nas rodovias, como também as incertas e bucólicas estradinhas das vinícolas e as emocionantes trilhas de Safari na savana.

Selecionamos para você algumas de nossas melhores experiências gastronômicas: a partir de hoje, siga a nossa série sobre a África do Sul.

 

 

Capetown 1 – Table Thirteen

Chegamos esfomeadas, indo direto do aeroporto para a região de Green Point à procura de alguma coisa para comer. Por ser duas da tarde, seguimos nosso faro até um pequeno café ainda aberto mas já vazio, sem esperança de algo relevante. Porém, a cozinheira nos recebeu com um largo sorriso, oferecendo-se para complementar o já quase findo buffet de saladas com um frango ao molho feito na hora. Fomos surpreendidas por um prato leve e delicioso. Aqui vai a receita, passada diretamente pela cozinheira:

Peito de frango ao molho de champignons com molho de iogurte e cominho.

IMG_4418

 

Corte como um pão para sanduiche o peito de frango desossado, faça um bife grande, tempere. Enrole-o, amarre-o com um barbante e leve à panela para grelhar. Depois de corado, desamarre o barbante o corte o rolinho em rodelas. Você vai obter simpáticas rodelas de frango! (Veja como fazer na receita do Frango Recheado). Achou complicado? Esqueça disto e escolha como quer fazer o peito de frango, ou simplesmente, grelhe o peito e fatie-o atravessado. O importante é ter o frango grelhado em pedaços.

Agora o molho: aproveite a borra da fritura do frango (no óleo ou na manteiga). Adicione cebola ralada ou picada miudinho. Junte cogumelo-de-paris fresco cortado às lascas. Frite, despeje um pouco d’água quente para fazer o caldo ( veja receita básica do frango com molho de cogumelos). Tempere com cominho e pimenta do reino branca. Prove o sal. Deixe o caldo quase secar. Derrame um pouquinho de vinho branco e deixe evaporar o álcool. Junte o iogurte, misture e desligue. Esta receita, pela delicadeza do paladar, classificamos como sendo inspirada na culinária francesa, porém com tempero local.

Para acompanhar, escolhemos uma salada de lentilhas com pimentões e cheiro verde, uma deliciosa abóbora moranga (daquela pequenininha) cortada em fatias e grelhada e salada de rúcula. Ótimo almoço de estréia!

 

O Table Thirteen serve café da manhã, almoço executivo e ainda vende produtos de fabricação local, como deliciosos biscoitos tipo tarallo italiano e brownies.

Frango recheado

Standard

Se você se cansou do frango de sempre e hoje acordou com paciência para fazer um prato um pouquinho mais elaborado, aproveite para experimentar como valorizar um simples peito de frango. Dá até pra fazer um jantarzinho para os amigos gastando pouco e apresentando um prato bonito, com pinta de gourmet.

O recheio pode variar. Por exemplo, pode-se usar: ovo de codorna cozido, cenoura ligeiramente aferventada e cortada  em tiras, bacon cru, ameixa preta sem caroço, cogumelos fatiados, palmito, fatias de presunto, fatias de muçarela, etc. Gosto de usar sempre 3 variedades, de cores diferentes. Hoje abri a geladeira e achei tomate seco, abobrinha e queijo minas. Vamos ver como ficou:

Peito de frango recheado

Se ainda não tentou, está na hora de aprender a desdobrar um peito de frango para que possa recheá-lo. Limpe e coloque o peito de frango deitado sobre uma tábua de plástico. Faça o primeiro corte no peito deitado, pela frente, passando a faca na altura da primeira terça parte, da direita para a esquerda, sem deixar o corte ir até o fundo. Desdobre. Vire. Do lado contrário, faça outro corte no mesmo sentido, no meio da altura. Torne a desdobrar. Se achou difícil, escolha um peito de frango grande e simplesmente corte-o ao meio, como se corta pão francês para sanduíche. Bata o peito aberto com uma batedor de carne até obter um filé grande, liso e todo da mesma altura. Cuidado para não furar. Tempere com sal e alho e deixe por 15 minutos.

Recheie com o que quiser, observando os tamanhos compatíveis. O recheio deve ocupar o meio do bife, de modo que dê para dobrá-lo, fechando. Não coloque recheio até as pontas, para não sair fora na hora de fechar. Dobre um lado e depois o outro, feche nas pontas. Passe um barbante e amarre.Dobre as pontas para dentro e prenda com o barbante.

Doure o rolinho de um lado e outro, despeja água fervente pelas bordas e deixe cozinhar com pouco caldo até ficar macio. Deixe que sobre um pouco de caldo para regar a carne. Se preferir, leve ao forno a 180 graus, com papel laminado cobrindo, até ficar macio. Retire o laminado e deixe corar. Coloque um pouco de água fervente na assadeira para formar o caldo.

Corte e desenrole o barbante. Fatie o rolinho com cuidado para não arrebentar. Depois de fatiado, regue com o caldo do cozimento para não ficar seco.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimí-lo.

Frango ao molho de cogumelos

Standard

Sabe porque sempre temos peito de frango no almoço da segunda-feira? Praticidade. Você compra o peito de frango no supermercado já desossado e guarda no congelador. Se lembrar, tira na segunda antes de ir para o trabalho e deixa descongelando na geladeira. Se esquecer, descongela no microondas na hora que chegar, corta e tempera. Vai fazer outras coisas, depois grelha, faz um caldo gostoso e está pronto! Hoje sugerimos mais um destes molhos que se faz rapidamente com ingrediente que sempre tem na despensa. Um peito de frango com molho é muito mais gostoso, fica suculento, macio e a gente come com prazer.

Peito de frango ao molho de cogumelos

Limpe o peito de frango, passe na água fervente e depois corte na horizontal para tirar os bifes. Tempere com sal e alho e deixe pegar tempero por 15 minutos a uma hora.

Deite um fio de óleo na frigideira e grelhe os bifes até ficarem bem coradinhos. Retire e reserve. Rale 1/2 cebola pequena, coloque um pouquinho de manteiga ou azeite na mesma frigideira e doure a cebola, misturando com uma espátula para aderir toda a borra da fritura do frango. Torre, à parte, 1 colher de sobremesa rasa de farinha de trigo e depois misture na cebola, fazendo uma pasta. Despeje água fervente aos poucos até formar um caldo de boa consistência. Volte com os bifes para o caldo, acrescente os cogumelos-de-paris fatiados, misture, prove o sal, junte gotas de molho inglês e um tico de pimenta do reino e está pronto para servir.

Que esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimí-lo.

Frango ao molho de laranja

Standard

Tem hora que queremos dar uma variada naquele peito-de-frango-duro-do-regime-de-todo-dia que a gente não aguenta mais ver na frente. Por falta de ideia, lá vai o dito cujo pelado para a mesa de novo! Varie! Sempre tem uma laranja, um limão ou até um maracujá (ou o suco) por perto, não é? Então, o que está esperando? Dê uma roupa nova para o seu franguinho e apresente-o à mesa muito mais bonito! ( Veja Dica – montinho de arroz perfeito).

Peito de frango ao molho de laranja

Comece com aquele peito de frango que você já sabe fazer, das receitas anteriores. Relembrando: Precisa de uma frigideira anti-aderente, uma espátula (de silicone para não estragar o fundo da panela) e um garfo. Preparo: tire a pele e o excesso de pelanca do peito do frango. Esfregue o peito inteiro com água e vinagre e enxague em água corrente. Corte os filés com uma faca bem amolada, aproveitando a parte mais carnuda e tirando os bifes atravessados de forma que fiquem os maiores possíveis. Tempere com sal e alho. O ideal é deixar meia hora pra pegar bem o tempero. Torre, numa frigideira à parte, 1 colher de sopa de farinha de trigo até que fique bege (pode torrar maior quantidade e guardar já torrada). Cocção do filé de frango: coloque na frigideira uma colher de óleo. Frite os filés finos, em fogo médio, friccionando-o levemente contra o fundo da panela e virando-os, para que corem por igual. ( Se preferir filé mais alto, pode ser preciso baixar o fogo e colocar água quente aos pouquinhos até que a carne do frango cozinhe, mantendo a panela tampada. Espete o garfo para ter certeza que está macia). Retire os filés e reserve-os em um recipiente tampado.

Para o molho de laranja: no fogo médio, sobre a borra que ficou na panela, coloque 1 colher de sobremesa de manteiga (ou mais um pouco de óleo) e frite 1 colher de sobremesa cheia de cebola ralada. Despeje 1 xícara de chá de suco de laranja coado. Misture com a espátula, até o fundo da panela ficar limpo. Numa xícara (de café) pela metade com água, misture a farinha de trigo que torrou e junte, no fogo baixo, ao molho, misturando bem para engrossá-lo. Prove o sal. Volte com o frango para a panela e deixe por mais 5 minutos. Beleza, já está pronto para servir. Se quiser variar, ao invés de laranja, faça um molho de limão: acrescente 1 xícara de café de seu suco e, ao final, 1 colher de sobremesa de ervas picadinhas – salsinha e cebolinha ou hortelã. Para o molho de maracujá: acrescente a polpa de 1 maracujá ou então 1 xícara de suco; fica ótimo e bonito se acrescentar também 1 colher de café cheia de grãos de pimenta rosa. Viu ? Já tem mais três sabores diferentes para incrementar seu frango!

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimí-lo.

Frango ao curry com maçãs

Standard

Sal com Alho

De repente te deu a louca, resolveu de estalo convidar alguém para jantar em casa e nem sabe o que vai fazer! Você só tem uma horinha até a visita chegar! Não dá tempo de ir nem na esquina comprar nada, e agora? Pois há uma receita de frango prática que você faz rapidinho, com ingredientes que normalmente tem em casa. Se servir com um vinho branco ou tinto e colocar a mesa bem posta, com uma toalha, pratos, taças e talheres bonitos, dá até pra enganar de gourmet gastando bem pouco.

Frango ao curry com uvas e maçã

Confira se tem: 2 peitos de frango desossados, ½ cebola picadinha, ½ xícara de café de creme de leite ou requeijão de copo (misturado com a mesma medida de leite), 1 colher de sobremesa de farinha de trigo torrada, 6 uvas tipo Itália grandes e ½ maçã grande ou 1 pequena. Para temperar o caldo: ½ colher de café de curry e a mesma medida de corante ou colorau. Basta uma única panela. Viva! Hoje arrumo a cozinha rapidinho!

Corte o peito de frango em cubos, entre 2 e 3 cm de lado. Tempere com sal e alho. Deixe no tempero por 15 minutos no mínimo. Esquente a água. Em uma panela média com uma colher de óleo já aquecido, frite bem o frango. Quando estiver corado, junte a cebola. Assim que a cebola ficar amarela, coloque um pouco de água fervente.  Vá pingando água quente até que os pedaços de frango fiquem macios, por volta de 15 minutos para esta quantidade de frango.  Deixe que fique na panela o equivalente a uma xícara cheia de caldo. Tire um pouco deste caldo e misture nele a farinha de trigo torrada, o curry e o colorau.  Junte ao caldo na panela e misture bem.

Corte as uvas ao meio e a maçã em cubos. Acrescente ao frango com caldo e deixe cozinhando mais um pouco, tipo 5 minutos. Assim, as frutas pegam o gosto do caldo. Um pouco antes de servir, junte o creme de leite ou requeijão e misture. Quando começar a ferver, desligue.

Sirva com arroz branco e, se tiver em casa, amêndoas laminadas passadas ligeiramente na manteiga sobre o arroz. Esta receita ainda tem um cheirinho delicioso!

Quer esta receita impressa? Clique aqui.

Jantar em meia hora!

Standard

Sal com Alho

Peito de frango ao molho de ervas

É fácil encontrar filé de peito de frango em porção para 2 pessoas em supermercados. Tenha sempre em casa, por garantia. Manteiga e ervas (pelo menos secas) também sempre tem, ou então você pode colher fresquinhas da sua mini-horta.

Ingredientes

Ingredientes

Precisa de uma frigideira  anti-aderente, uma espátula  (de silicone para não estragar o fundo da panela) e um garfo. Esfregue o frango com água e vinagre e enxague em água corrente. Fure com o garfo e tempere com sal e alho. O ideal é deixar meia hora pra pegar bem o tempero. Se estiver com pressa, passe os filés na água quente antes de temperar que assim o tempero pega mais rápido.Tenha água fervente à disposição. Torre, numa panela à parte, 1 colher de sobremesa de farinha de trigo até que fique bege (pode guardar já torrada).

Cocção do filé de frango: coloque na frigideira uma colher de sobremesa de óleo. Frite o frango, em fogo médio, friccionando-o contra o fundo da panela para que core por igual. Se o filé for alto, vai precisar baixar o fogo e continuar colocando água quente aos pouquinhos até que o frango cozinhe, mantendo a panela tampada. Espete o garfo para ter certeza que está macio. Retire o frango e reserve em um recipiente tampado.

Para o molho: coloque um  tiquinho de água quente sobre a borra que ficou na panela e misture com a espátula até o fundo da panela ficar limpo. Acrescente uma colher de sobremesa rasa de manteiga e deixe derreter. Numa xícara (de café) pela metade com água, misture a farinha de trigo que torrou e junte, no fogo baixo, ao molho, misturando bem para engrossá-lo. Prove o sal; pode acrescentar uma colherinha de molho de soja e uma pitada de pimenta do reino. Agora junte as ervas, que pode ser salsinha e cebolinha picadinha, ervas finas ou de Provence secas ou alecrim ( deste, bem pouco). Misture. Seu molho está pronto para colocar sobre o frango e servir.

O melhor acompanhamento é o purê de batatas, que você pode fazer ao mesmo tempo.

Quer esta receita impressa? Clique aqui.