Cordeiro indiano com damascos

Standard

Esta receita tem por base um prato da legítima culinária indiana. Foi feita com temperos importados* porém usados em menor quantidade, ou seja, adaptada ao paladar brasileiro porque a comida indiana é muito picante. Depois de uma viagem de quase um mês pela Índia, minha filha nos ofereceu um delicioso jantar típico na casa dela com a mesa decorada com peças trazidas da Índia. O prato principal foi esse cordeiro.

Cordeiro indiano com damascos

Ingredientes para 4 pessoas: 500 gr. de pernil de cordeiro sem osso cortado em cubos, 100 gr. de damasco seco, 1 colher de sopa de vinagre de maçã, 2 colheres de sopa de azeite, 2 cebolas picadas miúdo, 1 dente de alho amassado, 10 gr. de gengibre picado em lascas finas, 1 pedaço de canela em pau, 6 cardamomos, 3 tomates maduros picados, 1/2 litro de caldo de carne e 1 colher de café de açúcar.

Temperos: 1 1/2 colher de café de pimenta malagueta em pó (ou 4 pimentas inteiras), 1/2 colher de café de cominho em pó, 3/4 de colher de café de garam masala, 1/4 de colher de café de pimenta-do-reino, sal a gosto.

Coloque os damascos e o vinagre de maçã em uma vasilha e deixe marinar por 3 horas.

Aqueça uma colher de azeite em uma panela e sele (passe de um e outro lado até perderem a cor vermelha e adquirirem um tom bronzeado) os cubos de carne. Reserve-os em uma tigela.

Aqueça o caldo feito com o osso e as aparas do pernil ( veja aqui como fazer um caldo de carne básico).

Deite mais azeite na panela e doure as cebolas no fogo baixo. Quando estiverem translúcidas e macias junte o alho e o gengibre picados. Misture tudo, deixando cozinhar por 3 minutos. Acrescente a canela, os cardamomos e os tomates. Refogue por mais 10 minutos e então acrescente os cubos de cordeiro, a pimenta-malagueta, o cominho, o garam masala e a pimenta-do-reino. Acerte o sal e cubra os ingredientes com o caldo de carne quente.

Tampe a panela e cozinhe em fogo baixo por, ao menos, 40 minutos ou até verificar que a carne está bem macia. Neste ponto, adicione os damascos marinados e o açúcar.

Cozinhe tudo junto por mais 5 minutos e sirva quente.

* com exceção do cardamomo e do garam marsala, os demais temperos são fáceis de se encontrar no Brasil.

Chutney de manga

Standard

Depois que fizemos e servimos um delicioso chutney de manga para convidados em casa, minhas amigas me pediram para colocar a receita aqui no blog, mesmo eu dizendo que já havia postado a do chutney de beterraba, que é quase igual. Clique e saiba o que é um chutney e sua procedência. Vamos lá:

Chutney de manga

Todo chutney começa a partir da calda de açúcar queimado, só que para o de manga eu preferi usar o açúcar mascavo. Usei 2 mangas palmer bem maduras. Para conseguir cortar os cubinhos regulares, deixe-a na geladeira antes de descascar e cortar. Separe estes temperos e coloque-os em uma xícara: 2 colheres de sopa de vinagre de vinho branco ou de maçã, 1 colher de sopa de aceto balsâmico, 2 colheres de sopa de mel, 1 colher de sobremesa de mostarda de Dijon em grão, 3 pimentas malaguetas amassadas ou 1 colher de café de molho de pimenta, 1 colher de sopa de gengibre ralado, 1/2 colher de café de canela em pó e a mesma quantidade de cravo em pó, 1 colher de café de sal. Misture tudo e reserve. Separe 1/2 xícara de café de passas e junte vinho rosé ou tinto até encobri-las. Reserve.

Ponha 1 litro de água para ferver. Faça a calda colocando 3/4 de xícara de chá de açúcar mascavo em uma panela e misturando com a colher de pau até ficar da cor de mel. Despeje metade da água fervendo e continue misturando até formar uma calda rala. Coloque todos os temperos e misture.

Acrescente a manga cortada em cubinhos à calda e deixe cozinhar em fogo baixo até que a manga amoleça. Vá pingando água quente à medida do necessário. Mexa de vez em quando para o chutney não agarrar no fundo da panela. No final, junte as passas maceradas no vinho e misture. Assim que o vinho evaporar, está pronto!

Sirva com pão, de preferência o  pão árabe caseiro.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimi-lo.