Salada de berinjela marroquina

Standard

Só porque ficamos seduzidas pelas esfirras daquela famosa banca do mercado e decidimos levar algumas de tira-gosto para o almoço de domingo, baixou o espírito. Digo isto porque não temos nenhuma ascendência árabe, nunca nos ensinaram receitas desta culinária e, no entanto, amamos comida árabe! De vez em quando nos metemos a fazê-la. Bem, confabulamos e resolvemos que o menu do domingo seria: salada marroquina de entrada, salada árabe como primeiro prato e depois pernil de cordeiro assado com arroz com lentilhas. Pois não é que todo mundo adorou? Vamos lá:

Salada Marroquina

Nossa intenção era servi-la na mesa, porém, o primeiro que passou pela mesa da cozinha e viu o prato pronto, passou a mão e levou para a varanda. Quando vi, já estavam todos servindo-se da salada junto com pão árabe.

Usando 1 berinjela, ½ pimentão vermelho e ½ amarelo, 3 dentes de alho e um punhado de passas e nozes, dá para servir umas 10 pessoas. Rende, né?

Corte a berinjela: primeiro em fatias redondas de ½ cm, depois faça pilhas com 5 a 6 fatias e corte em um sentido e depois no sentido contrário – assim irá conseguir cortá-la com facilidade em cubinho pequenos e iguais. À medida que for cortando, coloque de molho na água para que não escureça. Agora corte os pimentões ao meio, tire as sementes, corte ao meio no sentido contrário. Coloque sobre a tábua e corte em tirinhas, depois junte as tirinhas e corte no sentido contrário, para que fique picado em cubinhos. Pique o alho miudinho. Escorra a berinjela, junte os pimentões, o alho e mais um punhado de passas brancas e pretas e também nozes. Misture tudo.

Tempero: em 1 xícara de chá com ¾ de azeite, acrescente 1 colher de café rasa de sal com alho,  1 colher de sobremesa de mel, gotas de molho inglês e pimenta do reino moída. Misture bem e despeje metade em uma travessa refratária. Coloque por cima a mistura da berinjela com os outros ingredientes e cubra com o restante do molho de azeite. Leve ao forno, entre 200 e 250 graus, por 20minutos. Espere esfriar para servir.

Perdoem-nos os descendentes de sírios, libaneses e marroquinos se esta receita foi, digamos, mais ou menos inventada por nós. Será com muita alegria que receberemos receitas da legítima comida árabe para fazermos passo-a-passo e publicar. Se alguém quiser nos dar aulas, é tudo o que procuramos faz tempo! Faça contato pelo Facebook!

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimí-lo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s