Bolo de mandioca e coco sem glúten

Standard

Mandioca e coco são produtos que nos remetem aos tempos do Brasil Colônia, quando a corte de D. João VI ainda não havia chegado ao Brasil e introduzido a farinha de trigo na nossa alimentação. Até então, os bolos e quitutes eram feitos com mandioca e milho, produtos nativos da terra brasileira. O coco foi introduzido no país logo quando aqui chegaram os primeiros negros vindos da África, junto com a cultura da cana-de-açúcar, e se espalhou rapidamente pela costa brasileira. São alimentos que fazem parte da nossa cultura genuína.

Esta receita, inspirada nesses ingredientes, se encaixa na linha fitness de comida saudável, sendo um excelente substituto – sem glúten- para os bolos tradicionais que levam farinha de trigo.

Bolo de mandioca e coco sem glúten

Veja os ingredientes que vai usar: 2 xícaras de mix de farinha sem glúten *(ou 1 de farinha de arroz + 1 de fécula de batata), 2 colheres de linhaça, ½ xícara de óleo de coco, ½ a 1 xícara de açúcar demerara ( pode ser açúcar cristal),
1 xícara de mandioca cozida e amassada**, ¾ xícara de coco ralado, 1 xícara de leite nolac (pode ser de leite de amêndoa) e, por último, 1 colher de sopa de fermento químico. (obs: todas as medidas são de xícara de chá).

Pré-aqueça o forno a 200 graus.

Misture todos os ingredientes, com exceção do fermento. Se necessário, acrescente água aos poucos até a massa ficar em ponto de massa de bolo e dar liga. Depois de bem misturada, junte o fermento e misture.

Unte a forma com óleo comum e despeje a massa.

Leve ao forno por 30 minutos ou até verificar que o bolo está dourado nas laterais e cozido por dentro (faça o teste do palito perto do centro).
Está pronto!

* gosto do mix da FSG e da Beladri.
**cozinhe a mandioca no vapor e retire o excesso de água, desprezando as fibras ao amassar (veja na foto)

Sal & Alho viaja! Restaurante Porto Canoas

Standard

Nosso blog Sal & Alho cansou da cozinha de nossa casa e resolveu viajar para conhecer outros fazeres e sabores. Convidamos algumas seguidoras e voamos para Foz do Iguaçu. No primeiro dia de viagem ( 27/03/2014) fomos ver de perto as Cataratas do lado brasileiro. Belíssimo passeio! Realmente constatamos que faz justiça a ter sido escolhida como uma das sete maravilhas do mundo. Depois de muito caminhar, ficamos com bastante fome. Nossa sorte é que bem defronte à parte mais linda das cataratas descobrimos o Restaurante Porto Canoas. Gostamos tanto da comida de lá que resolvemos mostrar para vocês alguns dos pratos que saboreamos. Quando for à Foz, reserve um tempo para o almoço neste restaurante. Recomendamos!

Lá preparam uma costela suína ao molho barbecue que é de se comer de joelhos! Como acompanhamento, escolhi um delicioso bolo de mandioca. Pareceu-me ter sido feita uma massa à base de leite, ovos e mandioca que foi assada e depois cortada em cubos e salteada com ervas. Vamos tentar fazer e se ficar ótimo passaremos para vocês.

Outro prato que gostei muito foi um frango assado com creme de milho verde. Este você já pode copiar. É só seguir as duas receitas que já publicamos: frango assado e creme de milho e depois misturar.

 

Sensacional estava a picanha grelhada ( imagina a qualidade da carne da fronteira!) servida com um molho de ervas e gergelim branco. Devem ter aproveitado o suco que escorre da picanha ao ser grelhada e nele fritado cebola, engrossado com farinha de trigo torrada e temperado com ervas e gergelim.

Estes foram apenas alguns dos pratos de um buffet bem variado. Se for comer lá, não exagere pois ainda oferecem um cardápio de sobremesas fantásticas! O restaurante tem capacidade para 500 pessoas e fica dentro do Parque das Cataratas, no final do percurso.

Vista do Restaurante Porto Canoas

Vista do Restaurante Porto Canoas