Bolinho de bacalhau

Standard

Para quem pensa que bolinho de bacalhau é quitute de português, está certo, até concordo, por causa de nossa herança cultural. Mas vá procurar bolinho de bacalhau para se comer em Lisboa! Da última vez que lá estive, em abril último, rodei a cidade, seca para comer um bolinho português e só fui acha-lo – depois de procurar em mais de dez lugares – em um bar restaurante fuleiro no Rocio – um bolinho quase só de batata e farinha de trigo. E pior, foi servido frio por dentro! Nem se compara com os bolinhos que se come em qualquer boteco de Belo Horizonte – quentinho, crocante, feito na hora, com verdadeiro gosto de bacalhau. Deliciosos! Pois valeu a experiência- com toda a propriedade agora vou chamar o bolinho de bacalhau de salgadinho mineiro, uai, com muita honra!

Bolinho de bacalhau 

Quando for fazer alguma receita de bacalhau – já temos várias no blog e tenho duas novas já prontas para publicar – guarde as pontas do peixe para o bolinho. Ou então, compre o bacalhau já desfiado – fica melhor ainda!

Uma xícara de chá cheia de bacalhau desfiado irá render 15 bolinhos. Vai usar: 2 batatas bem cozidas e descascadas, 1 cebola pequena bem picadinha, 1 xícara de café de cheiro verde picadinho, ¾ de xícara de café de farinha de trigo, 1 ovo inteiro e 1 colher de café de sal com alho.

 

Simplesmente, misture todos os ingredientes. Faça os bolinhos tomando o conteúdo de uma colher de sobremesa cheia na palma da mão e fazendo uma bolinha; depois achate-a na forma como vê nas fotos.

Coloque uma boa quantidade de óleo para esquentar em uma frigideira. Assim que estiver quente, vá colocando os bolinhos, de modo que o óleo os cubra. Não ponha muitos de uma vez, precisa dar uma distância entre eles para não grudarem uns nos outros. Enquanto frita, vá virando-os com uma escumadeira para corarem todos os lados por igual. Assim que estiverem douradinhos, ponha-os para secar rapidamente sobre papel toalha. Sirva ainda bem quentes.

Para acompanhar uma cerveja ou cachaça mineira, não tem nada melhor!

Quer esta receita impressa? Clique aqui para para baixar o PDF e imprimí-lo.

Bolo de banana passo-a-passo

Standard

A banana é um dos ingredientes mais nutritivos e gostosos para se preparar um bolo delicioso, com a vantagem que a gente sempre tem em casa. Esta receita tanto pode feita para quem não tem restrições alimentares como para os alérgicos e intolerantes a glúten e/ou lactose. Ë só uma questão de escolher o tipo da farinha e do leite.

Bolo de banana

Verifique se tem os seguintes ingredientes: 2 xícaras de chá de farinha de trigo ( ou mix de farinha sem glúten*), 1 xícara de chá de açúcar cristal, ½ xícara de chá de óleo, 3 ovos, 4 bananas prata médias, 1 maçã ( opcional), 1 xícara de chá de leite ( pode ser zero lactose), 1 colher de sobremesa de fermento em pó, 1 pitada de sal e canela.

Coloque sobre a bancada: liquidificador, batedeira, espátula e forma de assar bolo. Pré aqueça o forno a 250 graus.

Inicie sempre um bolo separando as claras das gemas, pois as claras entram batidas só no final, para dar leveza ao bolo. Bata no liquidificador: gemas, óleo, as bananas e a maçã (opcional, só para a massa ficar mais fofa, no caso de colocar o mix de farinha), o leite, o sal e o açúcar.

Coloque o creme batido na batedeira e junte a farinha. Bata em maior velocidade para obter uma massa homogênea e depois bata em velocidade menor mais um pouquinho até a massa ficar perfeita.

Bata em separado as claras em neve. Atenção, pois as pás da batedeira precisam estar limpas. Junte sem demora e com carinho, as claras à massa, usando uma espátula ou colher e, por último, misture de leve o fermento.

Salpique farinha na assadeira e despeje a massa. Se quiser, enfeite com rodelas de banana e salpique canela. Baixe a temperatura do forno para 200 graus. Asse o bolo por uns 30 minutos. Assim que sentir o aroma delicioso de banana assada, veja se já corou. Então desligue, retire o bolo do forno imediatamente e cubra a assadeira com um pano. Só corte o bolo em quadros quando estiver quase frio, caso contrário, pode quebrar-se.

 

* o melhor substituto da farinha de trigo para bolos é o mix de farinha da Aminna que leva farinha de arroz e féculas de milho e de mandioca.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimí-lo.