Rosbife para todos os gostos

Standard

Em casa onde come muita gente e a mamãe quer agradar a todos, é difícil servir um filé que vá desde “boi berrando” até muito bem passado. Pois consegui esta façanha! Veja como preparar um rosbife na hora ou até adiantado de véspera que deixa a todos satisfeitos.

Veja Dica – como preparar o filé mignon. Um filé médio, já preparado para rosbife, pesará entre 1,5 e 1,8 kg e vai dar para 6 a 10 pessoas, se cada um comer em  torno de 200 gr.

Tempero – prepare-o em uma xícara: coloque 1 colher de sobremesa bem cheia de sal, 2 a 4 dentes de alho bem triturados, um pouco de pimenta do reino moída, uma colher de café de molho inglês e complete até a borda com vinho tinto. Pode acrescentar folhas de louro. Tome um saco plástico grosso e coloque dentro dele o filé e o tempero. Deixe que o tempero envolva toda a carne, feche o saco e guarde-o na geladeira por um tempo que pode ir de 1:30 a 24 horas.

Primeira cocção (fritura ou selagem) – Escolha uma panela grande, de alumínio grosso, para preparar a carne. Despeje 2 colheres de óleo na panela colocada no fogo forte e deixe esquentar bem. Sele a carne, ou seja: com um garfão, coloque a carne deitada na panela e deixe-a quieta, até observar que estão brotando umas gotinhas do lado de cima da carne e que, na lateral, metade dela já mudou de cor, ficando marrom clara.  Está na hora de virar, com ajuda do garfão. Deixe a carne quieta, sem mexer nem esfregar. Quando a lateral da carne estiver toda da mesma cor, significa que já está corada do lado de baixo. Então vire-a de um lado e depois do outro para que possa corar toda por igual. Deixe corar bem, tomando cuidado para que a carne não queime, ou seja, fique muito escura. Se gostar de carne mal passada, já está perfeita, pode retirar da panela, fatiar e servir.

Dica 1-  Para um rosbife rosado por dentro com as bordas bem passadas:  antes de selar a carne, ponha água para ferver em um caneco à parte. Assim que a carne estiver toda corada, despeje cerca de ½ xícara de água quente, aos poucos, na lateral da panela (não jogue água diretamente sobre a carne, senão irá lavar o tempero e endurecer a carne), abaixe o fogo e tampe a panela – a carne vai cozinhar. Assim que a água secar, retire o filé da panela, fatie e sirva. Obs.: rosbife bem passado: quanto mais tempo a carne ficar na panela, e para isto precisará continuar colocando água, mais cozida ficará por dentro, até perder o rosado e ficar toda marrom – mas neste caso, perderá também o sabor.

 

Dica 2 –  para ter a carne em vários graus de cozimento, ou seja, desde mal até bem passada, faça o seguinte: retire a carne inteira da panela logo após a fritura, sem ter colocado água. Deixe que esfrie um pouco e fatie os bifes, finos. Verá que a carne está bem rosinha por dentro, quase crua. Separe uma parte para quem gosta da carne deste jeito. Coloque óleo em uma nova frigideira e retorne com os bifes para repassá-los no óleo quente até o ponto desejado.

Para o molho: coloque água para ferver à parte e volte com a própria panela que fritou a carne inteira (da primeira vez) para o fogo.  Despeje nela a água quente, cerca de ½ xícara, bem aos poucos e raspe a borra do fundo com uma espátula até que tenha se incorporado à água e formado um caldo grosso. Deixe ferver e junte à carne.

 

Dica 3- para fazer um molho básico suculento com o caldo da própria carne: assim que tirar a carne inteira da panela acrescente à borra da carne que fritou 1 colher cheia de manteiga (ou azeite). Junte 1 colher de sopa de cebola ralada e deixe começar a fritar. Agora acrescente 1 colher de sobremesa de farinha de trigo já torrada, espalhe e misture bem com a espátula até obter uma massa bem lisa. Acrescente também 1 ou 2 colheres de molho de tomate. Se quiser um molho ao vinho, acrescente ½ xícara de vinho tinto ou tipo madeira,  deixe que o álcool evapore e então coloque água quente, aos poucos, até obter a quantidade suficiente de molho para regar a carne. Se não quiser usar vinho, coloque só água quente. Prove e acrescente sal e pimenta à gosto. Deixe o molho ferver até que adquira uma boa consistência. Se ficar grosseiro, passe-o na peneira e volte com o molho para uma panela limpa; assim que estiver fervendo, junte a carne, esquentando-os juntos antes de servir.

Para variar o molho você pode, por exemplo, fazer um rosbife ao molho de pimenta do reino verde ( o  famoso “poivre vert”) ou ao molho de zimbro. Pode também, ao invés de pimenta, acrescentar mostarda amarela (1 colher de sobremesa) ou tipo Dijon (1 colher de café) ou então, queijo gorgonzola ( já derretido no leite, acrescentando, neste caso, creme de leite ao final)

Na receita de hoje resolvemos inovar e fazer um molho agridoce. Ficou delicioso! Se quiser experimentar aí vai a dica: misture cereja ( aquela de vidro, ao marasquino) ou frutas vermelhas e também mais um pouco de molho de tomate ao molho básico. Use  vinho do Porto ( ou Bacardi Black).

 

Se quiser adiantar o rosbife de véspera, tire a carne inteira já selada e corada da panela, fatie em bifes finos e guarde na geladeira. Faça o molho básico (deixe mais líquido) com a borra que sobrou e guarde separado. Na hora de servir, esquente bem o molho básico e passe os bifes no ponto desejado. Retirando os bifes, prossiga a receita acima para fazer o molho que desejar.

Quer esta receita impressa? Clique aqui para baixar o PDF e imprimí-lo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s